Metodologia_LandPage_CursoConvergencias

 

Imagine os movimentos que ocorrem no ato de “esticar a baladeira”.

Primeiro, é preciso um alvo a ser atingido: o problema e a sua solução.

Em seguida, carregamos nossa baladeira com a munição, que seriam as referências e o conhecimento. Ao esticar, nós, ao mesmo tempo, trazemos esta munição para perto e tensionamos, com uma força suficiente para chegar o mais longe possível, mas sem romper a liga!

Agora que temos o conhecimento próximo, é preciso se concentrar para mirar no alvo. Enquanto se mantém a força na tensão, observamos atentamente cada movimento, analisando seus detalhes e entendendo nosso objetivo. O tempo aqui é muito importante: lento demais e o alvo pode escapar. Muito rápido e se arrisca perder a precisão.

Finalmente vem o disparo!
VUUUSH!
O conhecimento vai em direção ao alvo.

E o último movimento acontece: será que pegou? Só falta conferir se realmente atingiu o resultado esperado: é a avaliação e a análise do processo. 

Nosso nome é uma metáfora para o nosso método: esticar o pensamento®. Associamos os movimentos de “esticar a baladeira” com o movimento de forçar conexões entre os conceitos que estudamos e a prática criativa.

Podemos dividir em 4 os movimentos:

PublicoAlvo_LandPage_CursoConvergencias

Embora “esticar” pareça ser uma metodologia que beneficia apenas artistas, comunicadores e profissionais do mercado criativo, defendemos a ideia de que “ser criativo” é uma das formas mais eficazes de se viver. Por isso, acreditamos que se você tiver o interesse em aprender outras formas de pensar e criar conexões, então “esticar” é pra você, sim! Se por acaso você está descontente com suas soluções criativas, constantemente passa por bloqueios criativos ou gostaria de respirar novos ares, se receite uma esticada!

Scroll to top