Edmilson Miranda Júnior

Garatuja #03 – sem tempo

O que acontece quando aquilo que você sempre procurou te encontra? Quando tudo aquilo que sempre quis lhe é dado até você não aguentar mais? O Garatuja vai te contar, é só uma questão de tempo.
Seja um criador do Garatuja enviando suas ideias e comentários no post desse episódio no site esticandoabaladeira.com.br. Siga a gente nas redes: @esticandoabalad no twitter e @esticandoed no instagram.

Garatuja #01 – O gato na porta

Olá! Que bom ter você aqui, pode entrar…
Este é o GARATUJA

Nesse espaço, experiências na contação de histórias, rodas de conversa, entrevistas e outros formatos de áudio são ensaiadas, buscando entender como se faz enquanto é feito. Garatuja é o rascunho, a ideia inacabada e em construção. Aqui você terá exercícios de criatividade, e o processo é mais importante que o resultado.

Cada episódio tem um exercício diferente, que pode continuar ou não, só depende do quanto você e eu estamos dispostos a fazer. Ouvindo e criando.

Consulte nesse link o espaço com o conto que deu origem a esse episódio e os outros contos da temporada.

Se você também quiser ser um dos criadores do Garatuja, manda ideias a partir dos contos postados. Aqui você também encontra todos os contatos para enviar suas ideias: Twitter, Facebook, Instagram.

Esse é um projeto do Laboratório Criativo do Esticando a Baladeira e tem o apoio da Caramelo Comunicação e de toda a família do Esticando.

Você pode conhecer mais sobre esse e outros projetos criativos no site esticandoabaladeira.com.br

Obrigado, tenha uma boa jornada e volte sempre…
…a porta está aberta…

Como falar sobre Criatividade?

Eu pretendia apresentar uma forma criativa de falar sobre criatividade, o que, além de redundante e, talvez, metalinguístico, é provavelmente uma obviedade e também uma piada sem graça. Mesmo assim, pensei seriamente sobre como fazer: talvez de um modo em que você leitor pudesse interagir, compondo junto comigo – e em tempo real – o conteúdo do que for discutido, talvez a apresentação de esquetes e efeitos auditivos disparados a medida em que você lê, capazes de lhe envolver e emocionar, ou ainda um modo de apresentação onde todos pudessem acompanhar o desenvolvimento do conteúdo à medida em que seguissem por uma exposição de peças artísticas, dedicadas a fruição presente nas mais originais obras… De fato me senti incapaz de definir o que considerasse algo “verdadeiramente criativo”.

Scroll to top